Yahoo revela: as contas de todos os utilizadores foram pirateadas em 2013

Ataque informático conseguiu roubar dados de três mil milhões de utilizadores, todos os que têm conta na Yahoo, de acordo com novas informações reveladas pela empresa

A Yahoo anunciou na terça-feira que foram roubados dados das contas de todos os utilizadores da plataforma - três mil milhões - no ciberataque de 2013, triplicando o número apresentado anteriormente daquele que foi considerado o maior roubo de dados da história.

A notícia fez com que subissem de tom as reivindicações dos utilizadores e dos acionistas da Yahoo, que enfrenta 41 ações judiciais em tribunais federais e estaduais nos EUA.

A Yahoo anunciara em dezembro de 2016 que os dados de mil milhões de contas tinham sido comprometidos, o maior roubo de dados da história e o mais caro de sempre para a Yahoo, que forçou mesmo a companhia a reduzir o preço dos ativos na venda à Verizon, acordada em junho deste ano.

Agora, a Yahoo veio dizer que, à luz de "novas informações" obtidas recentemente, pode confirmar que todas as contas na rede foram afetadas. Porém, frisou que a investigação indicou que os dados roubados não incluem palavras-passe em texto claro, dados de cartões ou contas bancárias.

De acordo com especialistas em segurança, a informação estava protegida com criptografia desatualizada e por isso fácil de descodificar.

Muitos utilizadores têm várias contas da Yahoo, por isso o número de pessoas afetadas será menos de três mil milhões.

John Yanchunis, o advogado que representa os utilizadores das contas afetadas, afirmou que está a planear usar as novas informações no final deste mês para expandir as alegações em tribunal.

O Senador John Thune, presidente do Comité do Comércio dos Estados Unidos, disse que uma audição está a ser planeada para o final deste mês sobre os roubos de dados em grande escala da Equifax Inc e da Yahoo. A Comissão de Segurança dos EUA também está a investigar os ataques cibernéticos à Yahoo.

A empresa afirmou que foram enviadas notificações para as contas Yahoo dos utilizadores afetados.

Exclusivos