Xi Jinping visita a Coreia do Norte na quarta-feira

O presidente chinês, Ji jinping, será o primeiro chefe de Estado daquele país a visitar Pyongyang em catorze anos.

O presidente da República Popular da China, Xi Jinping, fará uma visita de Estado de dois dias à Coreia do Norte entre quinta e sexta-feira. A deslocação foi anunciada por Hu Zhaoming, porta-voz do Departamento Internacional do Partido Comunista Chinês (PCC), tendo já sido confirmada pela agência noticiosa estatal norte-coreana KCNA.

Esta será a primeira visita de um chefe de Estado chinês a Pyongyang desde que Hu Jintao esteve no país em 2005. Jinping esteve mais recentemente na Coreia do norte, em 2008, mas nessa altura era ainda vice-presidente da China.

A visita é realizada a convite do líder norte-coreano, Kim Jong-Un, que esteve em Pequim em janeiro naquela que foi a quarta cimeira entre os dois líderes dos países comunistas.

Kim, que está no poder desde 2011, só fez a primeira visita de Estado em março de 2018, precisamente à China. Entretanto já regressou três vezes ao país, por entre visita à Coreia do Sul, Singapura, Vietname e Rússia.

A visita de Jinping surge numa altura em que as negociações entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte sobre o eventual levantamento das sanções ao país estão num impasse, e a pouco mais de uma semana da cimeira do G20, em Osaka, na qual Donald Trump se deverá reunir com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in.

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.