Voo mais longo do mundo aterrou em Nova Iorque, depois de 18 horas sem escala

O voo SQ22, da Singapore Airlines, partiu na quinta-feira de Singapura

O voo comercial mais longo do mundo chegou hoje a Nova Iorque, tendo partido quinta-feira de Singapura, depois de quase 18 horas sem escalas, informou o site online do aeroporto de Newark, nos Estados-Unidos.

O voo SQ22, da Singapore Airlines, chegou hoje às 05:29 locais (08:29 em Lisboa) ao Aeroporto Internacional de Newark, em Nova Iorque, depois de ter descolado às 23:37 de quinta-feira (16:35 em Lisboa) de Singapura, ou seja 17h52 de voo e mais de 16.000 quilómetros percorridos, sem escalas.

Este foi o voo inaugural, e o serviço regular começa no dia 18 de outubro, segundo a agência EFE.

Segundo a companhia aérea, o Airbus A350-900ULR transportou 161 passageiros, 67 deles na classe "business" e outros 94 em "premium economy", tem mais espaço e um design especial para reduzir o conhecido "jet lag".

A companhia asiática acede assim ao primeiro lugar na classificação dos voos mais longos.

Até agora, o voo mais longo do mundo era o da companhia aérea Qatar Airways que liga Doha à cidade de Auckland, na Nova Zelândia, um voo de 17 horas e 15 minutos que percorre uma distância de 14.200 quilómetros.

Em setembro, a Airbus entregou à Singapore Airlines o primeiro A350-900 ULR, que consome 25% menos combustível que os seus antecessores.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Isabel Moreira ou Churchill

Numa das muitas histórias que lhe são atribuídas, sem serem necessariamente verdadeiras, em resposta a um jovem deputado que, apontando para a bancada dos Trabalhistas, perguntou se era ali que se sentavam os seus inimigos, Churchill teria dito que não: "Ali sentam-se os nossos adversários, os nossos inimigos sentam-se aqui (do mesmo lado)." Verdadeira ou não, a história tem uma piada e duas lições. Depois de ler o que publicou no Expresso na semana passada, é evidente que a deputada Isabel Moreira não se teria rido de uma, nem percebido as outras duas.