Vigo: mulheres podem sair do autocarro fora das paragens

O novo serviço, que funciona no horário noturno, pretende que a cidade seja "ainda mais segura" para o sexo feminino

A cidade de Vigo, na Galiza (Espanha), acaba de estrear um serviço noturno de autocarros que permite às mulheres descerem do veículo em qualquer ponto do percurso, "o mais próximo possível do seu destino".

Citado pela imprensa espanhola, o presidente da Câmara Municipal, Abel Caballero, explicou que tomou esta decisão "singular" porque, apesar de Vigo ser uma cidade "segura", a sua intenção é que o seja ainda mais.

O novo serviço funciona em todos os autocarros de três linhas noturnas, a partir das 22h30, e as "mulheres, assim como outras pessoas que pelas suas características o solicitem", podem dizer ao condutor onde querem sair, mesmo fora das paragens habituais.

Quando chegarem ao destino escolhido, as mulheres têm de descer pela porta da frente para que o condutor garanta que não há qualquer risco para a sua segurança.

Os serviços municipais consideram que este serviço vai implicar atrasos mínimos no percurso habitual dos autocarros e que a partir de agora se irá "aprendendo com a experiência", podendo ser ampliado também aos homens de idade avançada.

De acordo com o diário El País, o número de pessoas que utiliza os serviços noturnos durante o fim de semana é de cerca de 1.000, contando a cidade com zonas pouco habitadas ou com pouca iluminação.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.