Videoamador capta acidente aéreo no Paquistão

Imagens captadas minutos depois do acidente mostram os destroços do aparelho em chamas

Um aparelho da Pakistan International Airlines despenhou-se esta quarta-feira logo após a descolagem, matando todos os ocupantes.

A aeronave, um ATR-42 da maior companhia aérea do Paquistão, tinha 47 pessoas a bordo, 37 passageiros e a tripulação. Perdeu contacto com os radares pouco depois de ter descolado da cidade de Chitral, no norte do país, pelas 16:30 (menos cinco horas em Portugal). Viajava com destino a Islamabad, a capital do Paquistão, tendo caído a cerca de 70 quilómetros desta cidade, indica a BBC.

Imagens dos destroços do aparelho, ainda em chamas, foram captadas poucos minutos depois do desastre por um videoamador.

"Todos os corpos estão queimados e irreconhecíveis. Os destroços estão dispersos", disse um responsável do governo da região, Taj Muhammad Khan, a partir do local do acidente.

Segundo esta fonte, testemunhas afirmam que o avião, que se despenhou numa zona montanhosa, estava em chamas antes de cair no solo.

A Pakistan International Airlines tem sido acusada de falhas várias de segurança e, desde 2007, está proibida de voar na União Europeia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.