Verhofstadt anuncia candidatura a presidente do Parlamento Europeu

Ex-primeiro-ministro da Bélgica e líder da Aliança dos Democratas e dos Liberais para a Europa quer suceder a Martin Schulz.

Guy Verhofstadt, que foi primeiro-ministro da Bélgica entre 1999 e 2008, anunciou hoje oficialmente que é candidato à presidência do Parlamento Europeu. Eurodeputado desde 2009, o líder da Aliança dos Democratas e dos Liberais para a Europa quer suceder ao social-democrata Martin Schulz, que deixa o Parlametno Europeu para se dedicar à política interna alemã.

"Quero dedicar toda a minha paixão e todas as minhas capacidades à Europa e ao seu Parlamento", disse Verhofstadt num vídeo divulgado nas redes sociais. "É tempo de mudança, é tempo para uma grande coligação que reúna todas as forças pró-europeias para defender, acima de tudo, os interesses dos cidadãos europeus", indicou.

"Nestes tempos inseguros e turbulentos, quando a Europa é ameaçada pelos nacionalistas e populistas de todos os tipos, precisamos de visionários, de construir pontes e facilitadores de entendimentos. E eu quero ser um deles", afirma o belga no vídeo.

A eleição do próximo presidente do Parlamento Europeu decorre na próxima sessão plenária em Estrasburgo, de 16 a 19 de janeiro. Além de Verhofstadt, estão na corrida o italiano Antonio Tajani (ex-comissário europeu e ex-porta-voz de Silvio Berlusconi, que é candidato pelo Partido Popular Europeu), o italiano Gianni Pittella (ex-vice-presidente do Parlamento Europeu e candidato dos Socialistas & Democratas), a holandesa Helga Stevens (candidata do grupo Conservadores e Reformistas) e a britânica Jean Lambert (vice-presidente do Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia).

Ler mais

Exclusivos