Quatro principais partidos da oposição afastados das eleições municipais venezuelanas

Partidos tinham apelado aos venezuelanos para que não votassem nas presidenciais de 20 de maio

As autoridades eleitorais venezuelanas anunciaram terça-feira que 37 organizações políticas estão autorizadas a apresentar candidatos às eleições municipais de 9 de dezembro, uma listagem que exclui os quatro principais partidos da oposição.

O anúncio da lista foi feito através da rede social Twitter pela reitoral principal do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), Tânia D'Amélio, inclui o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, o partido do Governo) e exclui os quatro principais partidos opositores, Primeiro Justiça, Vontade Popular, Ação Democrática e Um Novo Tempo.

Os quartos partidos que ficam de fora tinham apelado aos venezuelanos para que não votassem nas eleições presidenciais antecipadas de 20 de maio, nas quais o Presidente Nicolás Maduro foi reeleito para um novo mandato (2019-2015), por considerarem que estas eram fraudulentas e por terem sido antecipadas pela Assembleia Constituinte (composta unicamente por simpatizantes do regime), que não reconhecem.

Como não participaram nas presidenciais, o CNE ordenou nova recolha de assinaturas e o envio de dados dos militantes, um processo recusado pelos partidos, que acusaram o CNE de exigir ilegalmente o cumprimento desse requisito e de estar ao serviço do chefe de Estado que já tinha manifestado publicamente que quem não participou nessas eleições deveria ser excluído dos próximos atos eleitorais.

Entre as 37 organizações políticas autorizadas, figura o partido Avançada Progressista, liderado por Henri Falcón, um simpatizante do chavismo (referente ao regime de Hugo Chávez, Presidente da Venezuela entre 1999 e 2013) que passou para a oposição.

Segundo Tânia D'Amélio, podem apresentar candidatos para as municipais o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV, o partido do Governo), Avançada Progressista, Copei (partido cristão), Movimento Ao Socialismo, o Movimento Ecológico de Venezuela, o Movimento Eleitoral do Povo, o Movimentos Somos Venezuela (impulsionado por Nicolás Maduro), o Movimento Político Aliança para o Câmbio, a Organização Renovadora Autêntica (partido evangélico), o Partido Comunista da Venezuelana, o Podemos, o Pátria Para Todos, o Tupamaro, o Unidade Popular Venezuelana, o Unidade Política Popular89, o Câmbio, o Cambiemos Movimento Cidadão, o Ação Cidadã em Positivo, o a Força do Câmbio, o Aliança do Lápis Pró Defesa da Comunidade e o Soluções Por Venezuela.

Ler mais

Premium

Henrique Burnay

Discretamente, sem ninguém ver

Enquanto nos Estados Unidos se discute se o candidato a juiz do Supremo Tribunal de Justiça americano tentou, ou não, há 36 anos abusar, ou mesmo violar, uma colega (quando tinham 17 e 15 anos), para além de tudo o que Kavanauhg pensa, pensou, já disse ou escreveu sobre o que quer que seja, em Portugal ninguém desconfia quem seja, o que pensa ou o que pretende fazer a senhora nomeada procuradora-geral da República, na noite de quinta-feira passada. Enquanto lá se esmiúça, por cá elogia-se (quem elogia) que o primeiro-ministro e o Presidente da República tenham muito discretamente combinado entre si e apanhado toda a gente de surpresa. Aliás, o apanhar toda a gente de surpresa deu, até, direito a que se recordasse como havia aqui genialidade tática. E os jornais que garantiram ter boas fontes a informar que ia ser outra coisa pedem desculpa mas não dizem se enganaram ou foram enganados. A diferença entre lá e cá é monumental.

Premium

Ruy Castro

À falta do Nobel, o Ig Nobel

Uma das frustrações brasileiras históricas é a de que, até hoje, o Brasil não ganhou um Prémio Nobel. Não por falta de quem o merecesse - se fizesse direitinho o seu dever de casa, a Academia Sueca, que distribui o prémio desde 1901, teria descoberto qualidades no nosso Alberto Santos-Dumont, que foi o verdadeiro inventor do avião, em João Guimarães Rosa, autor do romance Grande Sertão: Veredas, escrito num misto de português e sânscrito arcaico, e, naturalmente, no querido Garrincha, nem que tivessem de providenciar uma categoria especial para ele.