Parlamento inicia terça-feira destituição de magistrados do Supremo

O parlamento da Venezuela vai iniciar na terça-feira o processo de destituição dos magistrados da ala constitucional do Supremo Tribunal de Justiça, alegando que perpetraram um golpe de Estado

"Estes magistrados, que causaram um golpe de Estado, não podem ficar impunes", afirmou um dos vice-presidentes da Assembleia Nacional venezuelana, Freddy Guevara.

Em declarações anteriores a uma estação de televisão, o presidente do parlamento, Julio Borges, acusou os magistrados de terem cometido delitos contra a humanidade.

O anúncio do parlamento surge depois de o Supremo Tribunal de Justiça ter eliminado, no sábado, algumas partes das duas polémicas sentenças nas quais assumia as competências da Assembleia Nacional e delimitava a imunidade parlamentar.

No início de 2016, o parlamento já tinha tentado a destituição de magistrados do mesmo tribunal, por considerar que foram nomeados pelo 'chavismo' - corrente política do Presidente venezuelano Nicolas Maduro, inspirada pelas ideias do falecido Presidente Hugo Chavez - de forma irregular.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.