Uma menina de 7 anos mudou um sinal "sexista" na Nova Zelândia

Zoe Carew escreveu uma carta para a Agência de Transportes a denunciar a situação. E esta aceitou a sugestão dela

Uma menina de sete anos neozelandesa convenceu a Agência de Transportes nacional a alterar a sinalética de manutenção nas linhas de tensão que refere "Linemen", literalmente "homens da Linha" para "Linecrew", ou seja, "equipa da Linha". Zoe Carew reparou que o sinal era "errado e injusto" para as mulheres que querem ter esta profissão.

"Eu pergunto porque diz 'homens' quando as mulheres também podem trabalhar nas linhas de alta tensão", escreveu Zoe numa carta dirigida à Agência de Transportes NZ, que a mãe divulgou no Twitter.

A menina de sete anos reparou nesta situação quando ia em viagem para a Ilha do Norte para visitar os avós. "Eu não quero trabalhar nas linhas de alta tensão... mas pode haver raparigas que queiram", garantiu Zoe.

A empresa aceitou a sugestão porque "as boas ideias podem vir de qualquer lado, incluindo de uma menina de sete anos".

A diretora executiva da Agência de Transportes, Fergus Gammie, anunciou que "pode demorar algum tempo", mas que o sinal vai ser substituído. Aproveitou ainda para convidar a menina de 7 anos para tirar uma foto ao lado do novo sinal assim que este estiver pronto.

Ler mais

Exclusivos