Um dos dez soldados soterrados em avalanche encontrado com vida

Soldados foram surpreendidos pela avalanche ao amanhecer de dia 3 de fevereiro, quando faziam uma patrulha num glaciar,

Um dos 10 soldados indianos desaparecidos numa avalanche nos Himalaias, em Caxemira, e que se receava estarem todos mortos, foi hoje encontrado com vida por equipas de resgate, adiantaram fontes oficiais.

Os soldados foram surpreendidos pela avalanche ao amanhecer de dia 3 de fevereiro, quando faziam uma patrulha num glaciar, o Siachen, a 5.800 metros de altitude, do lado indiano da fronteira com o Paquistão.

O soldado foi encontrado dias depois de o Exército ter afirmado que havia poucas hipóteses de alguém ser encontrado com vida.

"No decorrer da operação de resgate em Siachen, dos dez soldados desaparecidos, um foi encontrado com vida", referiu o general D.S. Hooda, em comunicado."Todos os outros, infelizmente já não estão connosco", acrescentou.

O soldado resgatado, Lance Naik Hanamanthappa, está em estado crítico e a equipa de resgate ia tentar retirá-lo da montanha durante a manhã de hoje.Um porta-voz do Exército disse à agência noticiosa AFP que o soldado seria enviado para um hospital em Nova Deli."Esperamos que o milagre continue", acrescentou.

O Exército indiano patrulha o glaciar Siachen, por vezes designado como o campo de batalha mais alto do mundo, devido ao contencioso territorial sobre Caxemira entre a Índia e o Paquistão.

As avalanches e os deslizamentos de terra são frequentes na região no inverno, quando a temperatura pode descer até aos 60 graus Celsius negativos. De acordo com as estimativas, cerca de 8.000 soldados morreram no glaciar desde 1984, não em combate, mas vítimas de avalanches, deslizamentos de terra, hipotermia, mal das montanhas (doença das alturas) ou ataque cardíaco.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.

Premium

Viriato Soromenho Marques

Erros de um sonhador

Não é um espetáculo bonito ver Vítor Constâncio contagiado pela amnésia que tem vitimado quase todos os responsáveis da banca portuguesa, chamados a prestar declarações no Parlamento. Contudo, parece-me injusto remeter aquele que foi governador do Banco de Portugal (BdP) nos anos críticos de 2000-2010 para o estatuto de cúmplice de Berardo e instrumento da maior teia de corrupção da história portuguesa, que a justiça tenta, arduamente, deslindar.