Turbulência extrema faz 34 feridos em voo da Malaysia Airlines

Airbus A380 ia de Londres para Kuala Lumpur com quase 400 pessoas a bordo

Dezenas de pessoas ficaram feridas devido à turbulência no voo MH1 da Malaysia Airlines, que fazia a ligação entre Londres, no Reino Unido, e Kuala Lumpur, na Malásia, no passado domingo.

Em comunicado, a companhia informou que "um número reduzido de passageiros e membros da tripulação" sofrera ferimentos ligeiros devido ao episódio de turbulência, que foi particularmente violento na altura em que o avião sobrevoava o Golfo de Bengala. Porém, o jornal malaio The Star, citado pelo britânico The Guardian, refere que tiveram de ser assistidos 34 passageiros e seis membros da tripulação que viajavam no Airbus A380, onde seguiam 378 pessoas.

Nas redes sociais, foram partilhadas várias imagens que demonstram que a turbulência foi, efetivamente, severa: no chão da cabina do avião são visíveis vários objetos caídos, incluindo os carrinhos onde são transportadas as refeições servidas a bordo.

"A Malaysia Airlines assistiu os 378 passageiros e tripulação abordo do Mh1 e pede sinceras desculpas por qualquer inconveniente causado por este fenómeno meteorológico inteiramente fora do nosso controlo", referiu a companhia, num comunicado emitido ainda no domingo.

Exclusivos