Trump proíbe financiamento público para abortos

Disposição legal fora revogada pelos democratas desde 1984

O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, restaurou a proibição de financiamento público a grupos internacionais que realizam abortos ou dão informação sobre essa opção.

Essa disposição legal tem estado no centro de uma espécie de 'ping-pong' político, tendo sido imposta pelos Governos republicanos e revogada pelos democratas desde 1984.

Mais recentemente, foi o antecessor de Trump, Barack Obama, quem pôs fim à proibição em 2009.

Trump assinou o diploma um dia após o aniversário, a 22 de janeiro, da decisão de 1973 do Supremo Tribunal Roe vs. Wade, que legalizou o aborto nos Estados Unidos -- a data em que habitualmente os Presidentes decidem sobre esta matéria.

A legislação também proíbe financiamento com o dinheiro dos contribuintes para grupos de pressão que pretendem legalizar o aborto ou promovê-lo como método de planeamento familiar.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub