Trump defende o filho: "aberto, transparente e inocente"

Trump Jr. assegurou numa entrevista que nunca falou ao pai do seu encontro com a advogada

O presidente norte-americano, Donald Trump, defendeu hoje o filho mais velho, criticado por ter tentado obter informações da Rússia prejudiciais à candidata democrata Hillary Clinton, afirmando que ele é "aberto, transparente e inocente".

Trump referiu-se mais uma vez à investigação à alegada interferência da Rússia na campanha presidencial de 2016 como "a maior caça às bruxas na história política".

"O meu filho Donald fez um trabalho na noite passada. Foi aberto, transparente e inocente. Esta é a maior caça às bruxas na história política. Lamentável!", escreveu o presidente hoje de manhã no Twitter, quebrando um silêncio de vários dias sobre o encontro de Donald Trump Júnior com uma advogada russa que terá prometido informações prejudiciais sobre Clinton.

O filho divulgou na terça-feira a série de mensagens de correio eletrónico trocadas com Rob Goldstone para combinar o encontro com Natalia Veselnitskaya em junho de 2016, durante a campanha presidencial.

Os emails mostram que Goldstone disse a Donald Trump Jr. que o governo russo tinha informações que podiam "incriminar" Clinton e que isso se inseria no "apoio da Rússia e do seu governo ao senhor Trump".

À noite, Trump Jr. assegurou numa entrevista que nunca falou ao pai do seu encontro com a advogada. "Não. Não se passou nada. Não havia nada a dizer", declarou Trump Jr. à Fox News.

Exclusivos