Trump dá exemplo dos finlandeses. Eles respondem com piadas

O presidente dos EUA elogiou a gestão florestal da Finlândia e tornou-se um motivo de piada nas redes sociais.

Rodeado de árvores e casas queimadas na cidade de Paradise, na Califórnia, o presidente dos EUA, Donald Trump, voltou a falar na gestão florestal como forma de prevenir os trágicos incêndios que já fizeram, pelo menos, 76 mortos. E, perante os jornalistas, deu como um bom exemplo na gestão florestal um país do norte da Europa. "Olhamos para outros países e eles fazem de forma diferente e a história é completamente diferente. Estive com o presidente da Finlândia e ele disse que são uma nação florestal. Eles despendem muito tempo a limpar e a fazer coisas e não têm nenhum problema. E quando têm um problema, é muito pequeno", afirmou Trump aos jornalistas.

As declarações do presidente norte-americano causaram estranheza entre os finlandeses, que não hesitaram em brincar nas redes sociais com as palavras de Trump sobre a forma como tratam das suas florestas. É o caso de Pyry Luminen, que se mostra de aspirador na mão no meio de árvores. "Um dia normal na floresta finlandesa", lê-se na legenda da imagem.

As diferenças entre os dois países no que ao tempo diz respeito também foram razão para alguns comentários jocosos na internet.

Presidente finlandês não se lembra de ter falado sobre limpeza florestal

As afirmações de Trump também apanharam de surpresa o presidente finlandês, que não se "lembra" de ter discutido a limpeza florestal na Finlândia com o seu homólogo norte-americano.

Em entrevista, publicada este domingo, Sauli Niinistö afirmou que o assunto não esteve em cima da mesa quando os dois se encontraram em Paris. No breve encontro, Niinistö disse que explicou a Trump as vantagens da monitorização florestal na Finlândia, mas não se recorda de ter mencionado a limpeza florestal.

À Fox News, Trump também referiu-se à limpeza florestal ao afirmar que tinha visto bombeiros a limpar terrenos quando as chamas estavam a aproximar-se do local onde estavam. Considerou que se tudo estivesse limpo os trágicos incêndios não existiam.

A gestão florestal da Finlândia

O presidente norte-americano deu como exemplo desta prática a Finlândia, mas, na realidade, a gestão florestal deste país assenta, sobretudo, num sistema de alerta, vigilância aérea e uma rede de estradas florestais, afirmou Henrik Lindberg, investigador de incêndios florestais da Universidade de Häme, citado pelo The New York Times .

"É claro que temos um país grande e não podemos fazer isso [limpeza florestal] em todos os lugares", argumentou o especialista em incêndios florestais Rami Ruuska ao jornal norte-americano, que mencionou as diferenças no clima entre os dois países. "Não é uma boa comparação. Temos meio metro de neve durante o inverno e, por isso, é bastante natural que não tenhamos incêndios durante o inverno, e o nosso outono é bastante húmido", explicou Ruuska. "Toda a comparação é um pouco selvagem", reforçou Lindberg, que aconselha estudar os métodos utilizados na Europa Mediterrânea, onde as florestas são mais parecidas com as da Califórnia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Líderes

A União Europeia e a crise dos três M. May, Macron e Merkel

Já lhe chamam a crise dos três M. May, Macron e Merkel, líderes das três grandes potências da UE, estão em apuros. E dos grandes. Numa altura em que, a poucos meses das eleições para o Parlamento Europeu, florescem populismos e nacionalismos de toda a espécie, pela Europa e não só, a primeira-ministra do Reino Unido, o presidente de França e a chanceler da Alemanha enfrentam crises internas que enfraquecem a sua liderança e, por arrastamento, o processo de integração da UE.