Trump acha que outros países vão deixar a UE

O Presidente eleito dos Estados Unidos crê que outros países irão deixar a União Europeia, após o Reino Unido ter decidido fazê-lo. Trump fez saber ainda que quer chegar a acordo com a Rússia para redução do armamento nuclear

"Penso que as pessoas querem... a sua própria identidade. Se me pergunta... acredito que outros irão deixar", afirmou o Presidente eleito Donald Trump, numa entrevista publicada na edição de segunda-feira dos jornais britânico The Times e alemão Bild. "O brexit vai acabar por ser algo ótimo", disse ainda referindo-se à decisão dos britânicos em deixarem a União Europeia através do referendo de junho de 2016.

Donald Trump, que toma posse na sexta-feira, dia 20, como Presidente dos Estados Unidos, anunciou ainda que quer concluir rapidamente um acordo comercial com os britânicos, apontando essa como das suas prioridades e distinguindo-se assim, uma vez mais, da administração Obama.

Na entrevista, disse que a chanceler alemã, Angela Merkel, cometeu "um erro catastrófico" ao abrir as fronteiras do seu país aos refugiados, que classificou como "estes ilegais".

O Presidente eleito disse ainda querer chegar a um acordo de redução do armamento com a Rússia, afirmando que o número de armas nucleares deveria "ser reduzido de forma muito substancial", e contrariando assim o medo que outrora gerou ao dizer que os Estados Unidos deveriam "fortalecer e expandir" a sua capacidade nuclear, avança o jornal Guardian.

Trump qualificou a NATO como uma organização obsoleta, censurando os seus estados-membros por não pagarem a sua parte na defesa comum e "encostarem-se" aos Estados Unidos. "É suposto protegermos estes países, mas muitos deles não pagam o que deveriam", apontou, referindo que apenas cinco países da organização pagam "o que devem".

O Presidente eleito exortou ainda o Reino Unido a vetar qualquer resolução do conselho de segurança das Nações Unidas que critique Israel e voltou a criticar o acordo nuclear estabelecido pela administração Obama com o Irão.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

O Mourinho dos Mourinhos

"Neste país todos querem ser Camões mas ninguém quer ser zarolho", a frase é do Raul Solnado e vem a propósito do despedimento de José Mourinho. Durante os anos de glória todos queriam ser o Mourinho de qualquer coisa, numa busca rápida encontro o "Mourinho da dança", o "Mourinho da política", o "Mourinho da ciência" e até o "Mourinho do curling". Os líderes queriam ter a sua assertividade, os homens a sexyness grisalha e muitas mulheres queriam ter o Mourinho mesmo.