Tribunal identifica principal suspeito de ataque terrorista em Turku

O suspeito tem 18 anos, chama-se Abderrahman Mechkah, e tinha pedido asilo no país

O tribunal de Turku, na Finlândia, anunciou que identificou Abderrahman Mechkah, de 18 anos, como o principal suspeito do ataque terrorista na sexta-feira, que fez dois mortos e oito feridos.

A polícia tinha informado anteriormente que o suspeito era um requerente de asilo marroquino que havia deliberadamente atacado mulheres em Turku, no sudoeste da Finlândia.

O tribunal não indicou a nacionalidade do suspeito.

As duas vítimas mortais são uma mulher de 67 anos e uma adolescente de 15, precisou a polícia, acrescentando que uma delas teve morte imediata e a outra sucumbiu aos ferimentos já no hospital.

No domingo, a polícia conseguiu interrogar o atacante, que ainda está hospitalizado, pois foi ferido na perna durante sua prisão, na sexta-feira à noite.

O atacante deveria ser apresentado a um juiz hoje, entretanto a audiência foi adiada para terça-feira e será realizada por videoconferência a partir do hospital, segundo o Escritório Nacional de Investigação (BNE), com vista à sua prisão preventiva.

As autoridades também prenderam quatro marroquinos ligados ao atacante, entre a noite de sexta-feira e sábado.

"Acredita-se que tenham participado nos assassínios e nas tentativas de assassínios cometidos com intenção terrorista. Eles negam qualquer envolvimento com os fatos", afirmou o BNE num comunicado, referindo que já pediu a prisão preventiva dos quatro homens.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.