Tempestade de areia com mais de 100 quilómetros atinge Phoenix

A "parede" de areia causou uma visibilidade "quase nula" para os automobilistas

Uma tempestade de areia atingiu esta quinta-feira a região de Phoenix, nos EUA. De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, a "parede" de poeira tinha cerca de 112 quilómetros de largura e mais de 1500 metros de altura.

"É enorme", disse Jerry Ferguson, jornalista da Phoenix News, enquanto sobrevoava a zona de helicóptero. "Esta é uma clássica tempestade de poeira do Arizona", acrescentou o repórter.

Um alerta vermelho de tempestade foi emitido para a área de Maricopa e para a zona onde vive a comunidade indígena Ak-Chin, no sul de Phoenix.

Os meteorologistas disseram que a tempestade de areia provocou uma visibilidade praticamente nula para os automobilistas.

Um habitante do Arizona disse que nunca tinha visto nada do género "em 50 anos".

Funcionários do Aeroporto Internacional Phoenix Sky Harbor também referiram que houve vários voos que sofreram atrasos e que alguns aviões não chegaram a descolar.

Em Goodyear, na noite de quinta-feira, a tempestade fez com que o teto de uma casa desmoronasse, mas não causou vítimas, uma vez que os moradores não estavam na habitação.

Esta é a segunda tempestade de areia no espaço de poucas semanas. Phoenix já tinha sido atingida por outra tempestade, descrita como "épica", no início de julho.

Ler mais