Sobe para 54 número de mortos em inundações e deslizamentos de terras

Mais de 30 mil casas ficaram submersas e existem pelo menos 31 feridos e 39 desaparecidos

As autoridades do Vietname elevaram esta sexta-feira para 54 o número de mortos na sequência das cheias e deslizamentos de terras provocados por uma depressão tropical que atingiu, esta semana, a região norte e centro do país.

Segundo a Autoridade de Gestão de Desastres do Vietname, existem ainda pelo menos 31 feridos e 39 desaparecidos.

Mais de 30 mil casas ficaram submersas na sequência da intempérie que fez ainda estragos em colheitas.

Nguyen Thi Lien, da Autoridade de Gestão de Desastres de Yen Bai, indicou que 580 soldados e polícias e mais de 2 mil residentes foram mobilizados para as operações de busca por 16 pessoas que foram dadas como desaparecidas naquela província do norte do Vietname, onde as cheias fizeram seis mortes.

O Vietname foi atingido por uma depressão tropical na terça-feira, e uma outra tempestade, a Khanun, move-se atualmente no Mar do Sul da China em direção ao país, de acordo com as previsões dos serviços de meteorologia vietnamita.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...