Sobe para 11 número de ativistas pró-democracia detidos

Pelo menos nove ativistas pró-democracia de Hong Kong foram hoje detidos pelo alegado envolvimento em protestos contra a China, no ano passado.

A informação foi divulgada nas páginas em redes sociais de dois partidos políticos da Região Administrativa Especial chinesa, Demosisto e Liga Social dos Democratas, cujos membros figuram entre os detidos.

As detenções ocorreram antes da visita do Presidente chinês, Xi Jinping, a 1 de julho, para o 20.º aniversário da transferência de soberania de Hong Kong do Reino Unido para a China.

Na quarta-feira, a polícia tinha detido dois deputados pró-independência, que foram desqualificados na sequência de uma controvérsia sobre os seus juramentos.

Sixtus Leung e Yau Wai-ching foram acusados de reunião ilegal e de tentativa de entrada forçada no Conselho Legislativo (LegCo, o Parlamento da região) em novembro último.

Yau pertence ao partido Youngspiration.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.