Sismo de magnitude 7,1 ao largo da costa do Peru

Terramoto causou pelo menos 20 feridos ligeiros e danos materiais em algumas casas

Um forte sismo atingiu a costa do Peru na manhã de domingo, informou o instituto de geofísica dos EUA, causando danos em algumas casas, fazendo colapsar estradas e ferindo cerca de 20 pessoas.

O sismo, de magnitude 7,1 na escala de Richter - a magnitude foi revista em baixa de 7,3 - registou-se pelas 9:18 em Lisboa e a uma profundidade de cerca de 10 quilómetros. O instituto de geofísica do Peru registou o sismo como tendo uma magnitude de 6,7 e epicentro em Lomas, na região de Arequipa, no sul do país.

Apesar de ter sido emitido alerta de tsunami, não se verificou qualquer onda e as vítimas terão ferimentos ligeiros.

A governadora de Arequipa, Yamila Osorio, referiu que os feridos foram registados na cidade de Cacha e que há vários municípios sem eletricidade, tendo colapsado habitações construídas em adobe.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Globalização e ética global

1. Muitas das graves convulsões sociais em curso têm na sua base a globalização, que arrasta consigo inevitavelmente questões gigantescas e desperta paixões que nem sempre permitem um debate sereno e racional. Hans Küng, o famoso teólogo dito heterodoxo, mas que Francisco recuperou, deu um contributo para esse debate, que assenta em quatro teses. Segundo ele, a globalização é inevitável, ambivalente (com ganhadores e perdedores), e não calculável (pode levar ao milagre económico ou ao descalabro), mas também - e isto é o mais importante - dirigível. Isto significa que a globalização económica exige uma globalização no domínio ético. Impõe-se um consenso ético mínimo quanto a valores, atitudes e critérios, um ethos mundial para uma sociedade e uma economia mundiais. É o próprio mercado global que exige um ethos global, também para salvaguardar as diferentes tradições culturais da lógica global e avassaladora de uma espécie de "metafísica do mercado" e de uma sociedade de mercado total.