Sismo de 6,2 na ilha da Nova Bretanha na Papua Nova Guiné

Não foi emitido alerta de tsunami

Um sismo de magnitude 6,2 sacudiu hoje a ilha da Nova Bretanha, no nordeste da Papua Nova Guiné, sem que tenha sido emitido um alerta de tsunami.

De acordo com dados preliminares do Serviço Geológico dos Estados Unidos, que regista a atividade sísmica em todo o mundo, o epicentro foi a 10 quilómetros de profundidade e a 41 quilómetros de Rabaul, localidade com cerca de 3.900 habitantes na província da Nova Bretanha Oriental.

Em 1998, um sismo de magnitude 7,0 sacudiu o mar de Bismarck, na zona este do país, e originou uma onda gigante que destruiu dezenas de aldeias e matou mais de 2.200 pessoas.

A Papua Nova Guiné está situada no Anel de Fogo do Pacífico, zona de grande atividade sísmica e vulcânica que é sacudida por cerca de sete mil tremores de terra por ano, a maioria de intensidade moderada.

Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, 90% dos terramotos que ocorrem no mundo acontecem no Anel de Fogo do Pacífico.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.