Pelo menos 35 combatentes mortos em ataques na Síria

Desde o início da guerra na Síria, em 2011, mais de 370.000 pessoas foram mortas.

Pelo menos 35 combatentes, dos quais 26 pró-regime, morreram hoje no noroeste da Síria em ataques aéreos e combates que opõem o exército sírio e aliados aos grupos rebeldes.

Segundo a organização não-governamental (ONG) Observatório Sírio dos Direitos Humanos, ataques aéreos da aviação sírio e russa e também combates no norte da província de Hama provocaram a morte de 26 combatentes do regime e de nove combatentes dos grupos rebeldes.

Na sexta-feira, o Observatório tinha já anunciado que na véspera pelo menos 28 pessoas, sete delas civis, haviam sido mortas em bombardeamentos do regime sírio e do aliado russo no noroeste da Síria.

Desde o início da guerra na Síria, em 2011, mais de 370.000 pessoas foram mortas.

Nos últimos dias aumentaram os confrontos entre as tropas do Exército e os grupos rebeldes na zona de Idlib e a Norte de Hama, onde as forças de Damasco levam a cabo uma operação militar desde finais do mês de abril.

Exclusivos