Avião militar russo despenha-se e causa a morte a dois pilotos

Acidente aconteceu pelas 07:45 de Lisboa, pouco depois da descolagem de Hmeimim, uma base russa na Síria

Um avião de combate russo despenhou-se hoje no mar Mediterrâneo depois de ter descolado de uma base Síria, provocando a morte de dois pilotos, informou o Ministério da Defesa russo.

O acidente aconteceu pelas 09:45 de Moscovo (07:45 em Lisboa), pouco depois de ter levantado voo do aeródromo de Hmeimim, uma das bases militares utilizadas pela Rússia na Síria, anunciou fonte do ministério citado pela agência de notícias pública russa TASS.

"Os dois pilotos lutaram até ao derradeiro minuto para salvar o avião", acrescentou a mesma fonte, que aponta como uma das explicações possíveis para o acidente "a entrada de um pássaro no interior do motor", descartando qualquer hipótese de o avião ter sido atingido por qualquer disparo.

Oficialmente, 86 militares russos morreram na Síria desde o início da intervenção de Moscovo no conflito sírio, em setembro de 2015, na defesa do seu aliado, o Presidente sírio, Bachar al-Assad.

Cerca de 3.000 soldados russos estão na Síria, a sua maioria na base aérea de Hmeimim, no noroeste do país.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.