Serviços secretos venezuelanos evacuam Hotel Pestana em Caracas

Medida prende-se com a investigação ao atentado contra o presidente Nicolás Maduro

O Hotel Pestana Caracas, propriedade de empresários portugueses, foi evacuado hoje por Funcionários do Serviço Bolivariano de Inteligência (SEBIN). Esta ação policial secreta estará relacionada com o atentado de sábado contra o presidente venezuelano.

Segundo uma fonte não oficial ouvida pela agência lusa, no local estiveram quatro carrinhas do SEBIN e o acesso ao hotel está restringido.

Responsáveis pela cadeia de hotéis portuguesa disseram ao DN que não têm conhecimento do motivo da ação dos serviços secretos. Garantem apenas que os hóspedes foram todos realojados, bem como as pessoas que estão a chegar agora ao hotel.

Os autores do atentado contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, já foram identificados, segundo a agência de notícias EFE.

No sábado, o presidente encontrava-se a discursar na cerimónia de celebração do 81.º aniversário da guarda Nacional Bolivariana quando duas explosões obrigaram Nicolás Maduro a abandonar a Avenida Bolívar, em Caracas. Sete militares ficaram feridos e foram detidos seis suspeitos pelo atentado.

Ler mais

Exclusivos