Schwarzenegger arrasa Donald Trump no Twitter

O ator e antigo governador da Califórnia indignado com o comportamento do presidente dos Estados Unidos ao lado de Vladimir Putin

O ator Arnold Schwarzenegger, antigo governador do estado da Califórnia, utilizou a sua conta no Twitter para criticar o comportamento de Donald Trump, presidente dos Estados Unidos, na conferência de imprensa conjunta com o presidente russo Vladimir Putin, após a cimeira desta segunda-feira em Helsínquia, na Finlândia.

Schwarzenegger considerou que o comportamento de Trump foi "embaraçoso". "Você parecia um joguete, um menino. Estava à espera do momento em que você lhe iria pedir um autógrafo, uma selfie ou algo do género", atirou.

O ator acrescentou ainda que Trump "atacou os serviços secretos", "o Departamento de Justiça e acima de tudo o país". "O presidente dos Estados Unidos não pode fazer o que você fez. O que se passa consigo?", questionou, antes de formular outra questão: "O que aconteceu às palavras fortes de Ronald Reagen sobre o Muro de Berlim quando disse 'Mr. Gorbachov, derrube esse muro'? O que aconteceu a isso?"

Trump está a ser muito criticado nos Estados Unidos por ter dado a entender que estava alinhado com a Rússia, em clara oposição à justiça americana depois de ter dito no encontro com Putin ter garantido que não houve interferência na Rússia nas eleições que o elegeram em 2016.

Aliás, John McCain, antigo candidato à presidência dos Estados Unidos, acusou mesmo Donald Trump de se ter rebaixado diante de um tirano. A campanha do atual presidente americano continua assim sob intensas suspeitas de conluio com as autoridades russas para vencer as eleições presidenciais, isto depois de vários agentes russos terem sido acusados no ataque aos servidores do partido Democrata, que tinha como candidata Hillary Clinton.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).