Sanders felicita Clinton mas lamenta problemas na votação em Nova Iorque

Cerca de 125 mil eleitores do distrito de Brooklyn, de onde é o democrata Bernie Sanders, tiveram dificuldades em votar devido a erros nas listas

O pré-candidato democrata à Casa Branca Bernie Sanders felicitou a sua rival, Hillary Clinton, pela vitória de terça-feira no estado norte-americano de Nova Iorque, mas lamentou os problemas nos centros de votação durante a jornada eleitoral.

"Felicito a secretária Clinton pela sua vitória. Na semana que vem competiremos na Pensilvânia, Maryland, Connecticut, Rhode Island e Delaware e esperamos ganhar vários destes estados", disse o senador, referindo-se às primárias das eleições presidenciais norte-americanas que se vão disputar na próxima terça-feira.

"No entanto, devo dizer que me preocupa muito a forma como se realizou o processo de votação no estado de Nova Iorque. Não sou o único que está preocupado. A autoridade eleitoral de Nova Iorque referiu-se a irregularidades nas votações e a situações de caos nos colégios eleitorais", afirmou Sanders.

Cerca de 125 mil eleitores do distrito de Brooklyn, precisamente de onde é o senador, tiveram dificuldades em votar devido a erros nas listas, informou o "controlador" eleitoral de Nova Iorque, Scott M. Stringer.

Num comunicado, Stringer confirmou que 126 mil eleitores do Partido Democrata de Brooklyn foram eliminados do censo entre novembro de 2015 e este mês sem que isso tivesse sido "adequadamente" explicado.

Além deste incidente, Sanders também lamentou que "num estado tão grande como Nova Iorque quase 30% dos eleitores, cerca de três milhões de nova-iorquinos, não tenham podido votar porque estavam registados como independentes"

"Isso não faz qualquer sentido", afirmou.

As regras internas no Partido Democrata no estado de Nova Iorque estabelecem que apenas os eleitores registados previamente como democratas podem participar no processo as primárias, pelo que os republicanos ou os registados como independentes ficam à margem.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.