Restaurante evacuado em Londres devido a um envelope. Substância é "natural"

Da situação resultaram três feridos ligeiros

Uma substância, identificada pelas autoridades como "natural", dentro de um envelope, obrigou à evacuação de um restaurante no Borough Market, em Londres.

De acordo com o Daily Mail, três pessoas, com ferimentos ligeiros, estão a ser assistidas. A polícia não está a tratar o incidente como um ataque terrorista.

Ainda não foram feitas detenções e o local foi evacuado por precaução, disse a Polícia Metropolitana no seu site.

As três pessoas afetadas sofreram pequenos ferimentos e foram tratadas no local pelos serviços de paramédicos.

Em declarações à BBC, um empresário local, Paul Dawson, disse que tinha sido informado que o restaurante tinha recebido "um pó branco", acrescentando que o gerente do estabelecimento de restauração tinha decidido fechar o local porque "algo bastante mau tinha acontecido".

O restaurante em questão chama-se Feng Sushi.

A 3 de junho, o Borough Market e a London Bridge foram cenário de um duplo ataque terrorista que fez oito mortos e mais de 40 feridos.

Em atualização

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.