Rapariga de 17 anos morre baleada à porta de casa enquanto falava com amigos

Tanesha Melbourne, de 17 anos, estava na rua, com alguns amigos, quando um carro passou e disparou sobre o grupo de jovens, aparentemente, "sem motivo"

Foi segunda-feira à noite. Pouco passava das 21:30. Tanesha Melbourne, 17 anos, estava na rua, à porta de casa, a conversar com alguns amigos, quando um carro que passava abriu fogo sobre eles. Aparentemente, "sem nenhum motivo", avança a Sky News.

Os disparos aconteceram numa zona calma de Tottenham. Os paramédicos chegaram ao local e, apesar de várias tentativas, acabaram por declarar a morte da adolescente às 22:43.

Uma das vizinhas recordou o momento em que tudo aconteceu. "O carro que estava a passar encostou e começaram a disparar lá de dentro. Parecia fogo-de-artifício", disse ao The Independent.

A mãe da jovem também ouviu os disparos e saiu para a rua. Apesar de ter tentado ajudar a filha, ela mais não pode fazer do que assistir às tentativas de reanimação da equipa médica no local.

"Ela nunca começou a vida. Estava apenas a começar o seu percurso ", afirmou emocionada à mesma publicação.

Ao que tudo indica a adolescente terá sido apanhada no meio de uma luta de gangues. Esta não é a primeira vez que tal acontece.

"Isso é uma guerra ", comentou outro vizinho à mesma publicação. A mãe da vítima confirma e teme pelo resto da família.

"Os meus filhos estão com medo, mas eu vou protegê-los a qualquer custo", defendeu.

Minutos depois do assassinato de Tanesha, em Tottenham, um rapaz de 16 anos foi também baleado na cara, perto de Walthamstow. Encontra-se em estado crítico.

Inglaterra vive num momento de crescente criminalidade. No ano passado, aconteceram 130 assassinatos em Londres e só este ano a Polícia Metropolitana já abriu 47 inquéritos sobre assassinatos - oito em janeiro, 15 em fevereiro, 22 em março e dois em abril.

Ler mais

Exclusivos