Pyongyang cancela iniciativa cultural conjunta com Coreia do Sul

"É lamentável que um evento acordado por ambas partes não se realize devido à decisão unilateral da Coreia do Norte", disse o ministro sul-coreano para a Unificação

Pyongyang cancelou uma iniciativa cultural conjunta prevista com Seul, na sequência das reuniões históricas entre as Coreias do Norte e do Sul este mês, e responsabilizou a comunicação social sul-coreana de publicar informação "parcial" sobre o país.

A decisão de suspender o evento, acordado no âmbito da participação da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, no Sul, foi dada a conhecer segunda-feira às autoridades de Seul, confirmou à agência Efe um porta-voz do Ministério sul-coreano para a Unificação.

No fax, a Coreia do Norte fez saber que cancelou a participação no evento cultural conjunto de 04 de fevereiro no monte Kumgang, neste país, acusando a comunicação social da Coreia do Sul de informar de forma "parcial" sobre a gala e sobre um "evento interno" do regime, numa alusão ao desfile militar que Pyongyang está a preparar para quatro dias depois.

A comunicação social sul-coreana está há semanas a analisar as imagens de satélite que mostram os ensaios para um grande desfile militar previsto para o mesmo dia da abertura das Olimpíadas, na qual as duas Coreias vão desfilar juntas.

Responsáveis mais conservadores de Seul criticaram o desfile militar, por considerarem ser uma provocação, depois de a Coreia do Sul ter convidado Pyongyang a participar nos Jogos Olímpicos.

Por outro lado, vários órgãos de comunicação social destacaram na segunda-feira uma aparente falta de recursos energéticos do regime de Kim Jong-un - afetado por sanções -- o que complicaria a iniciativa conjunta no monte Kumgang.

"É lamentável que um evento acordado por ambas partes não se realize devido à decisão unilateral da Coreia do Norte", disse o ministro sul-coreano para a Unificação, num comunicado após ser conhecida a decisão do Norte.

Para o governante, o que ficou acordado deve ser "implementado num espírito de respeito mútuo e entendimento", dado que as duas Coreias deram "um difícil primeiro passo" para melhorar as relações bilaterais.

A gala Kumgang, assim como outros eventos, foram acordados juntamente com a participação norte-coreana nos Jogos Olímpicos de Inverno, que começam a 09 de fevereiro, numas conversações históricas no início do mês entre os dois países que estão tecnicamente em guerra desde os anos 50.