Príncipe saudita recebeu uma metralhadora de ouro do Paquistão

Esta visita de dois dias foi a primeira que o príncipe herdeiro fez ao Paquistão desde que foi coroado, em 2017.

A Heckler & Koch MP5 é uma metralhadora desenvolvida por engenheiros alemães com elementos banhados a ouro. Foi este o presente que o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, recebeu de uma delegação paquistanesa aquando de uma visita de estado a este país, segundo a CNN.

Bin Salman foi recebido com uma saudação de 21 disparos e um avião da força aérea. Esta visita de dois dias foi a primeira que o príncipe herdeiro fez ao Paquistão desde que foi coroado, em 2017.

As duas nações assinaram um acordo de 20 biliões de dólares, antes de bin Salman seguir para a Índia.

O Paquistão ofereceu a metralhadora ao príncipe depois da controvérsia sobre o envolvimento deste na morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi, assassinado na embaixada do país em Istambul em outubro do ano passado. Embora as autoridades sauditas neguem que bin Salman tenha informações privilegiadas sobre o homicídio do jornalista, oficiais norte-americanos afirmam que o príncipe sabia que Khashoggi iria ser morto.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Foi Centeno quem fez descer os juros?

Há dias a agência de notação Standard & Poor's (S&P) subiu o rating de Portugal, levando os juros sobre a dívida pública para os níveis mais baixos de sempre. No mesmo dia, o ministro das Finanças realçava o impacto que as melhorias do rating da República têm vindo a ter nas contas públicas nacionais. A reacção rápida de Centeno teve o propósito óbvio de associar a subida do rating e a descida dos juros às opções de finanças públicas do seu governo. Será justo fazê-lo?