Português acusado de terrorismo na Venezuela

Terá lançado explosivos contra uma base aérea e a Guarda Nacional

Um português de 27 anos, Óscar Gabriel Costa, foi acusado de terrorismo pelo governo venezuelano, após ter alegadamente lançado explosivos contra a base aérea Francisco Miranda em La Carlota, perto de Caracas, juntamente com outros dois indivíduos.

A informação foi revelada na televisão venezuelana pelo ministro do Interior e da Justiça, Néstor Reverol, salientando que estes mesmos indivíduos estão também a ser acusados de terem lançado outros explosivos contra a Guarda Nacional da Venezuela.

Nesta conferência de imprensa, o ministro revelou ainda imagens dos três detidos e das armas e explosivos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.