Ilha de Porto Rico ficou sem eletricidade

Apenas um morto confirmado naquela ilha das Caraíbas

O furacão Irma deixou a ilha de Porto Rico, nas Caraíbas, sem eletricidade, e as pessoas foram aconselhadas a não saírem das suas casas entre as 18.00 e as 6.00.

Abner Gómez, responsável pelo controlo de danos no país, revelou que "nenhum cliente" da rede elétrica nacional tem eletricidade e que os estragos serão elevados.

"Quando pudermos sair às ruas, com toda a certeza que iremos encontrar a nossa ilha destruída. O furacão destruiu tudo no seu caminho. As pessoas não têm eletricidade, está tudo a estragar-se, é uma catástrofe", referiu Gómez.

Refira-se que até ao momento apenas uma morte foi confirmada em Porto Rico.

Entretanto, o furacão Maria voltou a atingir a intensidade três, de um máximo de cinco, ao aproximar-se do extremo oriental da República Dominicana, com ventos de 185 quilómetros por hora, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".