Ponte de gelo do glaciar Perito Moreno colapsou

O glaciar tem 60 metros de altura, mais ou menos um edifício de 20 pisos

A ponte de gelo que se forma no glaciar Perito Moreno sobre a península Magallanes, no lago Argentino, no sul da Argentina, colapsou na quinta-feira, o que não acontecia desde 2012. Às 10:55 locais (13:55 em Lisboa), perante uma multidão de turistas, a ponte e parte da frente de gelo do glaciar colapsaram.

Localizado no Parque Nacional dos Glaciares, na província argentina de Santa Cruz, o local recebe cerca de 700 mil turistas por ano.

O fenómeno natural ocorre devido à pressão que a água do lago Argentino faz sobre um dique natural que o Perito Moreno forma.

A pressão obriga o glaciar a formar um arco, que acaba por colapsar, proporcionando um espetáculo que é sempre diferente. O último colapso ocorreu em 2012.

O glaciar Perito Moreno, que tem cerca de 200 quilómetros quadrados de extensão, está situado na cordilheira dos Andes, limite natural entre a Argentina e o Chile, e é um dos poucos do mundo que se mantém estável, sem diminuir devido ao aquecimento global.

O glaciar tem 60 metros de altura, mais ou menos um edifício de 20 pisos, e tem uma frente de cinco quilómetros.

com os seus homólogos da União Europeia, disse à agência Lusa na quinta-feira que vai propor o "estabelecimento de um regime de quotas de produção" que, no caso do sector leiteiro, ao limitar a produção, permitiu nas últimas décadas manter os preços equilibrados".

O governante adiantou que vai defender apoios acrescidos à armazenagem e outras medidas temporariamente limitadoras da produção como a redução do número de fêmeas reprodutoras no setor da carne de porco e apoios à produção por cabeça de gado.