Polícia norueguesa fez explodir objeto "semelhante a uma bomba"

Objeto foi encontrado em Grønland, no centro da cidade. Segundo a polícia, há um suspeito que foi detido

A polícia norueguesa provocou uma explosão controlada de um artefacto "semelhante a uma bomba", já na noite deste domingo, na capital do país, Oslo. A detonação aconteceu pelas 00.30, hora local, menos uma hora em Lisboa.

O objeto foi encontrado na ponte de Grønlandsleire, em Grønland, no centro da cidade. Segundo a informação da polícia, difundida no Twitter, o objeto não provocaria grandes estragos, mas toda a área foi fechada para evitar a aproximação das pessoas. Não foi ainda confirmado se se trataria de uma bomba.

Na mesma rede social, a polícia de Oslo confirmou ter sob custódia uma pessoa considerada suspeita. As investigações prosseguem.

Desde sexta-feira, na sequência do atentado em Estocolmo, Suécia, que a polícia da Noruega passou a ter os seus agentes armados nas principais cidades do país, bem como no aeroporto de Oslo. Até agora os polícias faziam as patrulhas normalmente desarmados.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.