Polícia detém ex-dirigente da Comunidade de Madrid suspeito de corrupção

Ignacio González foi detido no quadro de uma operação anticorrupção à empresa que faz gestão de água em Madrid

O ex-presidente da Comunidade Autónoma de Madrid Ignacio González é uma das pessoas detidas hoje pela polícia no quadro de uma operação anticorrupção à empresa pública que faz a gestão da água na capital espanhola, "Canal de Isabel II".

Os órgãos de comunicação social espanhóis explicam que a operação está a ser conduzida pela "Unidade Central Operativa" da Polícia Nacional, encarregada da investigação de casos graves e do crime organizado, desde esta manhã e prevê a detenção de vários ex-dirigentes da empresa das águas de Madrid.

Jaime González é militante do Partido Popular (PP, direita), ex-presidente da Comunidade de Madrid entre 2012 e 2015.

A operação da polícia investiga, entre outros delitos, um suposto financiamento ilegal do PP através do "Canal Isabel II", desconfiando-se que González tenha comprado empresas na América Latina por um preço superior ao de mercado, segundo a imprensa.

O PP está no Governo em Espanha desde 2011, tendo perdido a maioria absoluta em 2015, depois de serem conhecidos uma série de casos de corrupção que envolviam militantes deste partido.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.