Podem ser 37 milhões as pessoas afetadas pelo Furacão Irma

ONU vai colocar várias equipas nos locais afetados

Stephane Dujarric, porta-voz das Nações Unidas, falou sobre o Furacão Irma e afirmou que a estimativa do número de pessoas que podem ser atingidas pelo fenómeno natural pode chegar aos 37 milhões.

"Enquanto o Furacão Irma se move para oeste, sobre as Caraíbas, vamos colocar uma equipa humanitária, esta quarta-feira, em Barbados, para trabalhar com a Agência Caribenha para Desastres e Emergências (CDEMA). Equipas adicionais estão à espera para viajar", afirmou.

Dujarric disse ainda que a população afetada pelo Irma pode chegar aos 37 milhões de pessoas.

Segundo a Reuters, uma equipa da ONU está também a chegar ao Haiti para trabalhar com as equipas locais, principalmente no norte do país, área que muito provavelmente será atingida pelo furacão.

Várias inundações e ventos que chegam aos 195 km/h

O furacão Irma, o mais intenso das últimas décadas nas Caraíbas, já atingiu as ilhas de Saint-Barthélémy (São Bartolomeu) e franco-holandesa Saint-Martin, com inundações e ventos que chegam aos 195 km/hora. Segundo o ministro francês do Interior, Gérard Collomb, os quatro edifícios mais sólidos de Saint-Martin foram destruídos.

O 'olho' do ciclone, com cerca de 50 quilómetros de diâmetro, permaneceu cerca de uma hora e meia sobre Saint-Barthélémy e de seguida atingiu Saint-Martin. O mar "abate-se com extrema violência" sobre a costa e verifica-se uma "importante submersão das partes baixas do litoral", sublinharam os serviços meteorológicos franceses. "Os prejuízos materiais já são importantes", declarou Annick Girardin, ministra dos territórios ultramarinos francesa.

O furacão, da dimensão da França, atingiu antes a ilha de Barbuda, acompanhado por ventos que atingiram os 295 quilómetros por hora, segundo o centro norte-americano de furacões. A intempérie forçou o avião que transportava o papa Francisco para a Colômbia a alterar o seu plano de voo.

O fenómeno parece no entanto ter poupado a ilha francesa de Guadalupe, mais a sul das Antilhas, onde o alerta vermelho de ciclone foi levantado na manhã de hoje, o território passou para vigilância laranja devido a "fortes chuvas e tempestades" e "mar perigoso".

De categoria 5 na escala Saffir-Simpson, a máxima, o Furacão Irma encaminha-se agora para Porto Rico e República Dominicana, sendo ainda esperado na Florida no fim de semana.

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.