Penalizações para quem tentar trazer pedras do cenário de "Mamma Mia 2"

Aplicação de multas até mil euros e instalação de contentores para remissão dos infratores são algumas medidas em vigor

Quem já viu o filme Mamma Mia - Here we go again, que estreou este verão, pode estar familiarizado com as paisagens de Lalaria, uma cidade situada a norte da ilha grega de Escíato, conhecida pelas suas águas transparentes e praias de pedras brancas.

Um dos elementos que constituem mais marcantes do cenário são as pedras de mármore brancas das praias, que têm desaparecido a tal velocidade que o governo local foi obrigado a tomar medidas - multas até mil euros para quem as tentar roubar.

"Não tivemos outra escolha. A beleza natural da ilha está a ser destruída a um ritmo alarmante", disse ao jornal britânico The Guardian o líder da associação cultural de Escíato, Thodoris Tzoumas.

.

Além da aplicação de multas, foram instalados contentores nos aeroportos a incentivar a devolução das pedras. E as denominadas "caixas da honestidade" já começam a encher. "É a última oportunidade para os ladrões de pedras se desfazerem delas se não quiserem ser apanhados com elas", explicou Thodoris Tzoumas. Em paralelo, corre uma campanha publicitária, que passa pela divulgação de pósteres em barcos de recreio e outros sítios frequentados por turistas, a partir dos quais se pode ler "tirem uma fotografia, não uma pedra".

Na sequência da campanha, a guarda costeira reforçou a fiscalização aos turistas que chegam de barco a Lalaria, e até mesmo os capitães emitem avisos através dos seus altifalantes.

"Lalaria não é um local protegido, por isso as multas foram anunciadas in extremis. Agora todas estas medidas foram tomadas e esperamos que tenham um efeito dissuasor", disse Nikolaos Katsambas, responsável portuário da ilha.

Mas não são só os turistas que gostam de trazer consigo as pedras. "Os residentes também as levam para construir paredes nos seus jardins e pavimentos de mosaicos em casa", disse a porta-voz da autarquia local, Athina Papageorgiou.

Ler mais

Exclusivos