Pelo menos onze mortos em inundação numa reserva natural italiana

As operações de busca continuam e as autoridades admitem que o número de mortes possa vir a aumentar

Pelo menos onze pessoas morreram na segunda-feira, na sequência do súbito transbordo do rio Raganello, situado no parque nacional do Pollino, na Calábria, sul de Itália, devido a chuvas torrenciais e vento.

O primeiro balanço apontava para oito mortos, mas foi entretanto atualizado, como avança o jornal La Repubblica, com a descoberta de mais dos corpos e a morte de um dos feridos que tinha sido hospitalizado em estado grave, com uma ferida no peito. Entre os mortos, está uma adolescente de 14 anos.

Pelo menos 23 pessoas foram resgatadas e sete tiveram de receber tratamento hospitalar. As buscas continuam e as autoridades admitem que o número de vítimas mortais possa vir a aumentar.

Segundo a imprensa, as pessoas que morreram faziam parte de um grupo de 15 caminhantes que foi surpreendido pelo transbordo do curso de água causado pelo mau tempo.

As gargantas do rio Raganello formam uma área natural protegida que se estende ao longo de 1600 hectares, com um desfiladeiro de 13 quilómetros, e que se situa no Parque Nacional do Pollino.

Trata-se de um percurso aconselhado apenas para caminhantes experientes, devido às muitas dificuldades que apresenta, e durante algum tempo esteve mesmo interditado, recordou a agência AGI.

Desde então, as autoridades locais regulamentaram de forma rígida o acesso a esta zona e colocaram placas nos rochedos para permitir às equipas de socorro identificar mais facilmente os locais, segundo a mesma fonte.

Ler mais