Pelo menos 10 mortos e mais de uma dezena de feridos em atentado na Somália

Ataque foi reivindicado pelo grupo extremista al-Shabab

Pelo menos dez pessoas morreram e mais de uma dezena ficaram feridas na explosão de um carro armadilhado à porta de um hotel da capital da Somália, Mogadíscio, enquanto no interior do edifício soaram disparos, segundo a polícia.

Um oficial da polícia disse à agência de notícias Associated Press que houve tiros dentro do hotel Nasa-Hablod, frequentado por políticos somalis e situado perto do palácio presidencial.

A mesma fonte admitiu que o número de mortes do ataque, reivindicado pelo grupo extremista al-Shabab, deverá subir.

O ataque acontece depois do pior ataque de sempre no país, um atentado com um camião que, na semana passada, matou mais de 350 pessoas numa rua movimentada da capital.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.