Cortou uma mão e um pé para pedir indemnização

A mulher de 30 anos tentou convencer a polícia de que tinha sido atropelada por um comboio

Uma mulher vietnamita é acusada de ter pedido a um amigo que lhe cortasse uma mão e um pé para pedir uma indemnização, avançam os media locais.

A mulher de 30 anos, identificada como LTN, tentou convencer a polícia que tinha sido atropelada por um comboio e salva por um amigo, tudo para reclamar uma indemnização de 140 mil euros à sua companhia de seguros. Terá oferecido perto de 2000 euros ao amigo para a ajudar a construir esta versão.

O caso passou-se em maio: LTN deu entrada num hospital de Hanói, com parte de uma mão e parte de um pé decepados. Complicações fizeram com que os dois membros tivessem de ser amputados.

Segundo a polícia local, este é o primeiro registo que têm de um caso deste género na região de Hanoi, embora existam registos de outras tentativas de fraude no resto do país. A mulher, mãe de dois filhos, terá confessado que precisava do dinheiro para pagar dívidas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.