Pediu a namorada em casamento 148 vezes sem que ela soubesse

Ray dizia que estava a captar imagens para mais tarde mostrar ao filho de ambos

Ray Smith, de 38 anos, passou cinco meses a tirar selfies com a namorada, Claire Bramley, de 33 anos, escondendo nelas um papelinho que tinha escrito a pergunta "Queres casar comigo?".

Com a desculpa de que estava a captar imagens para mais tarde mostrar ao filho de ambos (a namorada encontra-se atualmente no oitavo mês de gravidez), Ray, um inglês de Grimsby, tirou 148 fotos. Claire aderiu ao projeto do namorado e deixou-se fotografar sempre sem reparar no bilhetinho que aparecia atrás de si enquanto dormia, colado no sofá enquanto via televisão ou no seu pacote de batatas fritas.

Depois, no dia de Natal, Ray decidiu fazer o pedido oficial de casamento e abrir o jogo. "Fiquei totalmente surpreendida, mas este é o tipo de coisas que ele é capaz de fazer, gosta de fazer coisas românticas. Eu disse que sim, de imediato, não precisava de pensar. Fiquei emocionada, um pouco, mas afinal de contas também estou grávida", disse Claire, citada pela edição britânica do jornal 'Metro'.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.