Parte do aeroporto de Amesterdão evacuada após alerta de bomba

Um pacote suspeito levantou as atenções. Uma grande parte do aeroporto de Schiphol foi esvaziada e três pessoas detidas. Na zona do aeroporto houve medidas preventivas. Tráfego aéreo não foi afetado

O receio de um ato terrorista levou as autoridades holandesas a evacuar grande parte do aeroporto de Schiphol, na capital do país, Amsterdão, por causa de um pacote suspeito ali encontrado.

Em relação com esse objeto foram detidas duas pessoas na zona de Schiphol, tendo também havido uma detenção na estação ferroviária vizinha . Um dos detidos estava numa paragem do autocarro, fora do edifício do aeroporto, quando foi abordado pelas autoridades. O tráfego aéreo não foi afetado.

Outras medidas preventivas estarão a ser tomadas como parar autocarros na zona e fechar algumas estradas.

A porta-voz do aeroporto Danielle Timmer declarou apenas que "a polícia evacuou uma parte do aeroporto e o vizinho hotel Sheraton, e prendeu uma pessoa".

Imagens do incidente correram mundo nas redes sociais:

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".