"Os meus avós não iam acreditar que a neta é a primeira lusodescendente eleita para o Congresso"

A democrata Lori Loureiro Trahan venceu as eleições para a câmara dos Representantes do Congresso americano pelo 3.º Distrito do Massachusetts, tornando-se na primeira luso-americana eleita por aquele estado e também na primeira mulher luso-americana Representante no Congresso.

"Os meus avós, imigrantes de Portugal, iriam ficar muito orgulhosos esta noite. A minha avó trabalhou nas fábricas de têxteis, o meu avô foi carpinteiro profissional, eles não iriam acreditar que duas gerações mais tarde a sua neta iria ser a primeira luso-americana na Câmara dos Representantes da América." Disse Lori Loureiro Trahan, depois de agradecer aos pais, Tony e Linda, ao marido e restantes familiares, sem esquecer os elementos da sua campanha.

Com a vitória nas eleições intercalares de terça-feira, Lori garantiu que o 3.º distrito do Massachusetts continuará a ser representado pelos democratas, como tem vindo a acontecer há três décadas e meia, e pela primeira vez de forma consecutiva por duas mulheres, depois da atual congressista Niki Tsongas, eleita em 2007, ter anunciado não se candidatar por motivos de reforma .

Lori Trahan, que concorreu este ano ao Congresso pela primeira vez, obteve 61,9% dos votos, garantindo assim a vitória sobre o candidato republicano Rick Green com 33,5% e sobre o independente Mike Mullen com 4,5%

Festa no hotel

A festa da eleição de Lori teve lugar no centro de conferências do hotel da Universidade Massachusetts na cidade de Lowell onde algumas centenas de apoiantes aguardavam com grande entusiasmo os resultados de uma vitória esmagadora.

A luso-americana subiu ao palco por volta das 10 da noite, após ser reconhecida como vencedora pelo seu opositor, para celebrar e dizer que as pessoas deste distrito podem contar com ela. Lori sublinhou ter sido um privilégio receber os votos deles. "Em troca desta votação, e pela vossa confiança, lutarei por vocês, pelas vossas famílias e pelo vosso futuro todos os dias." disse.

Lori reside em Westford, mas nasceu e cresceu em Lowell, cidade com uma histórica comunidade portuguesa de raízes açorianas e onde Lori aprendeu a lutar pelos valores familiares. Comunidade essa que vê agora ser eleita pela primeira vez uma lusodescendente para o Congresso americano.

A congressista eleita lembrou que o seu pai foi um metalúrgico sindicalizado e que a mãe trabalhava nas limpezas, trabalhando ambos arduamente para manter e educar as três filhas. Durante a campanha, Lori identificou políticas que afetam as famílias da classe operária e prometeu que irá para Washington trabalhar em defesa dessas famílias.

Saúde como prioridade

Lori jurou defender o programa de seguro de saúde acessível (Affordable Care Act) e o preço baixo dos medicamentos. E garantiu ainda que pretende assegurar que todos tenham seguro de saúde e estejam protegidos contra doenças como a diabetes, cancro e esclerose múltipla.

Prometeu encontrar soluções reais para combater a epidemia de opioides, proteger o ambiente, defender a igualdade de género e a igualdade de salários para as mulheres, e uma melhor remuneração, assim como a reforma da lei de imigração, para que proteja os "Dreamers" [filhos de imigrantes ilegais chegados aos EUA em crianças e que receberam proteção legal na era Barack Obama, uma lei que o presidente Donald Trump suspendeu e pretende rever], prorrogue o DACA e que assegure o caminho para a cidadania americana.

"Se vives aqui, então eu cá estarei para te defender" disse Lori, antes de rematar: "estarei na tua esquina. O combate das nossas vidas está a começar."

Lusodescendentes eleitos

No Massachusetts mais quatro lusodescendentes estiveram presentes nestas eleições e foram eleitos.

Para o Senado do estado estadual, Marc Pacheco de Taunton e Michael Rodrigues de Westport (ambos do 1º Distrito de Plymouth e Bristol) foram eleitos sem adversários.

Para a Câmara dos Representantes estadual, Tony Cabral, que está no cargo há 28 anos, foi mais uma vez eleito, pelo 13.º Distrito (Bristol), com grande percentagem sobre o independente Michael Janson.

Também para a Câmara dos Representantes estadual Tami Gouveia, neta de portugueses, foi eleita pelo 14.º Distrito (Middlesex) com 64,4% dos votos.

* Jornalistas da Feel Portugal in USA

Ler mais

Exclusivos