Onda de calor na Europa ameaça estrutura da Catedral de Notre-Dame

O arquiteto chefe do monumento teme que "as ligações da alvenaria percam a sua coesão enquanto secam".

A onda de calor que assola a Europa pode fazer desmoronar os tetos da Catedral de Notre-Dame, já debilitados devido ao grave incêndio que aconteceu em abril, avisou o arquiteto chefe da reconstrução daquele monumento histórico de França.

Dezenas de sensores instalados na catedral do século XII não mostraram sinais de que o edifício esteja a deteriorar-se, mas o arquiteto Philippe Villeneuve mostrou-se preocupado.

Villeneuve disse hoje aos jornalistas que as pedras das paredes ainda estão saturadas com a água usada pelos bombeiros para apagarem o incêndio de 15 de abril.

O arquiteto acrescentou que as paredes podem secar a um ritmo muito rápido, devido às temperaturas altas que serão esperadas em Paris nesta semana.

Até ao momento, a alvenaria é estável, mas a estrutura permanece frágil. "O que eu temo é que as ligações da alvenaria percam a sua coesão enquanto secam e, de repente, a abóbada cede", explicou o arquiteto.

Os especialistas estão a trabalhar para estabilizar a estrutura da catedral antes de os trabalhos de reconstrução começarem.

Exclusivos