"O pior de dois mundos". Corbyn ataca acordo de May sobre o brexit

Líder dos trabalhistas criticou princípio de acordo entre a primeira-ministra britânica e a União Europeia para a saída do Reino Unido da UE

Na sessão de perguntas à primeira-ministra esta manhã, Jeremy Corbyn acusou Theresa May de estar a dar ao Parlamento uma "falsa escolha" entre "o mau acordo e nenhum acordo". O "pior de dois mundos", na visão do líder do Partido Trabalhista.

Na semana passada, Corbyn irritou muitos trabalhistas defensores do Remain (a permanência do Reino Unido na União Europeia) ao afirmar que "não podemos parar o brexit".

Na terça-feira, a primeira-ministra britânica chegou a um acordo técnico com a União Europeia, mas o plano tem ainda que ser aprovado pelo governo britânico. Este é um passo crucial para Theresa May, que enfrenta divisões dentro do próprio executivo.

Esta tarde, a chefe do governo britânico convocou um Conselho de Ministros para discutir o acordo.

Os ministros já estão no número 10 de Downing Street. E muitos não escondem a sua discordância com o plano de May, uns porque defendem a permanência, outros porque acham que o corte com Bruxelas devia ser mais radical e consideram que Londres está a ceder demasiado.

De acordo com Christopher Hope, diretor do The Daily Telegraph, esperam-se as demissões de pelo menos dois ministros esta tarde.

Ler mais

Exclusivos