O brexit em memes: nem tudo é triste

No rescaldo do referendo da União Europeia há quem faça humor nas redes sociais

A decisão do Reino Unido em deixar a União Europeia abalou os mercados mundiais e deixou muita gente à beira de um ataque de ansiedade. Mas algumas pessoas veem o caso como uma óptima oportunidade de fazer bom humor.

Eis alguns dos memes que surgiram nas redes sociais desde o resultado do referendo da União Europeia.

Zeus e Europa

No mito grego, Zeus, arrebatado por Europa, decide disfarçar-se como um touro branco e raptar a bela donzela, levando-a para a ilha grega de Creta.

O verdadeiro custo da partida

A verdadeira tragédia do brexit: Adeus bolos doces, vinhos finos e cerveja de qualidade, olá feijão cozido.

Mensagem

A maioria dos jovens da Grã-Bretanha votou para permanecerem, portanto, a mensagem explica que a do Reino Unido está a ignorar a sua entrada e que sair da UE vai ser difícil. Aqui está uma maneira prática para dar a má notícia.

Diretamente para fora da Europa

A maioria das gerações mais antigas também não quer sair. Aqui é uma referência que eles vão entender. A saída direta da União Europeia pode ser uma versão da música "Straight Outta Compton" dos N.W.A.

Será que ninguém pensou nos amimais?

Parece que é melhor o Fluffy e o Fido obter um visto porque isto de fazer um passaporte de animal de estimação britânico não é através da fronteira.

A libra no buraco

O que é que se faz quando a moeda cai para o seu nível mais baixo em décadas? Maratona de compras!

Enquanto isso, na América ...

Gralha na Fox News: é União Europeia, não Nações Unidas.

Voltar à libra estrelina

Alguns aproveitaram a oportunidade para ter um outro olhar sobre o infeliz Inglês Winger Raheem Sterling.

Embora outros não tenham visto de que se tratava todo o alarido sobre os mercados.

Escócia: fora amanhã?

J. K. Rowling, criadora de Harry Potter, chamou-lhe como ela viu. Escócia não é feliz, e o Reino pode não ser Unido por muito tempo: Inglaterra, considera-se zona amiga.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.