Nova erupção no Monte Aso

A coluna de fundo de um dos maiores vulcões do mundo atingiu os 700 metros de altura

O monte Aso, um dos maiores vulcões ativos do Japão, localizado numa zona pouco povoada no sudoeste do país, registou hoje uma nova erupção de baixa intensidade, informou a Agência Meteorológica do Japão (JMA).

O vulcão começou a expelir cinzas cerca das 08:11 (23:11 de domingo em Lisboa) e provocou uma coluna de fumo que alcançou os 700 metros de altura sobre a cratera principal, indicou o observatório da JMA, situado em Fukuoka, no sul do arquipélago.

Localizado em Kumamoto, na ilha de Kyushu, no sudoeste do Japão, a cerca de mil quilómetros a sudoeste de Tóquio, o monte Aso tem cinco picos, uma altura máxima de 1.592 metros de altura e uma caldeira (parte central) com um perímetro de 120 quilómetros, que fazem dele o maior vulcão ativo do Japão e um dos maiores do mundo.

Não obstante, o organismo decidiu manter o nível 2 de alerta -- numa escala de 5 -- recomendando que ninguém se aproxime da cratera e não se aceda a zonas anexas consideradas de risco.

Em janeiro de 2014, o Aso registou a primeira erupção em três anos, que teve maior intensidade do que a registada nos últimos meses, e originou uma série de tremores de terra que se têm prolongado até agora.

Desde então, o vulcão registou várias erupções, as mais recentes ocorridas a 23 de outubro e a 14 de setembro.

O Japão assenta no denominado Anel de Fogo do Pacífico e tem 110 vulcões ativos.

Ler mais

Exclusivos