"Não há esperança de encontrar sobreviventes" no petroleiro ao largo da China

31 marinheiros do petroleiro iraniano que se incendiou há uma semana estão desaparecidos

O porta-voz da equipa de resgate dos 31 marinheiros desaparecidos num acidente com um petroleiro iraniano a arder há uma semana defendeu hoje não haver esperança de encontrar sobreviventes.

"Não há esperança de encontrar sobreviventes (...). Dois terços do petroleiro afundaram, o fogo espalhou-se e envolve o navio por completo e não nos podemos aproximar", afirmou o porta-voz Mohammad Rastad em declarações à televisão estatal iraniana, citado pela agência France Press.

O petroleiro tinha 32 membros da tripulação a bordo, dos quais 30 iranianos e dois de Bangladesh, mas apenas foram encontrados três corpos até ao momento.

"Os membros da tripulação do navio morreram durante a primeira hora após o acidente devido à força da explosão e ao fumo", acrescentou.

O petroleiro iraniano Sanchi, que tinha a bordo 136 mil toneladas de petróleo condensado (um hidrocarboneto ultra-leve usado para produzir gasolina, diesel, 'jetfuel' e combustível de aquecimento), pegou fogo há mais de uma semana, em 06 de janeiro, depois de ter colidido com um cargueiro chinês (com bandeira de Hong-Kong).

O acidente aconteceu 300 quilómetros a Leste (ao largo) da cidade chinesa de Xangai.

Na sexta-feira, a Guarda Costeira do Japão informou que o navio chegou à zona económica exclusiva japonesa na quarta-feira e que, um dia depois, estava a cerca de 300 quilómetros a noroeste das ilhas Amami, empurrado por ventos fortes.

Ler mais

João Almeida Moreira

Premium Segundos, Enéas e minutos

"O senhor vê na televisão o programa político eleitoral do presidente, tudo colorido, todos contentes, artistas milionários, se é essa a sua realidade, então vote neles, PT, PMDB, PSDB, PRTB, qualquer P, sempre estiveram juntos, é falsa a briga deles, agora se o senhor não aguenta mais ver menor abandonado na rua, as drogas, os crimes, tudo o que não presta aumentando, se você quiser expulsar para sempre esses patifes do poder, só existe uma opção, 56, o senhor nunca me viu junto com nenhum deles e comigo o senhor vai ficar livre de todos eles, o meu nome é Enéas 56."