E se de repente desse de caras com uma chita?

Foi o que aconteceu a um turista durante um safari na Tanzânia. O animal esteve cerca de 10 minutos na viatura, demasiado perto do turista

Curiosa, entrou sem ser convidada, mas também ninguém teve a coragem de a mandar embora. Na Tanzânia, uma chita resolveu entrar dentro de um jipe com um grupo de turistas que estava a fazer um safari.

Não ganharam para o susto, sobretudo o passageiro que ficou perto do animal, demasiado perto. Estavam a observar três chitas durante o safari em Gol Kopjes quando um dos felinos ficou "curioso" com os visitantes.

O animal não se fez rogado e entrou no jipe. Movido pela curiosidade começou a "investigar" a viatura, cheirando os bancos, mesmo por trás de um dos passageiros, que se manteve imóvel durante a visita inesperada que durou cerca de 10 minutos.

Não é para menos. É apenas o mamífero mais rápido do mundo e, ao contrário da maioria dos felinos, tem as garras expostas para a corrida em velocidade.

"Começamos a perceber que uma das chitas ficou curiosa com o jipe", disse Britton Hayes, um dos turistas, citado pela Komo News. "Era demasiado tarde para irmos embora depressa ou algo do género, porque não queremos assustar os animais. Quando isso acontece, as coisas normalmente correm mal", defende.

Tudo acabou por correr bem. Apesar do susto, todos conseguiram manter-se calmos durante a "visita" inesperada da chita, e ninguém ficou ferido.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Patrícia Viegas

Espanha e os fantasmas da Guerra Civil

Em 2011, fazendo a cobertura das legislativas que deram ao PP de Mariano Rajoy uma maioria absoluta histórica, notei que quando perguntava a algumas pessoas do PP o que achavam do PSOE, e vice-versa, elas respondiam, referindo-se aos outros, não como socialistas ou populares, não como de esquerda ou de direita, mas como los rojos e los franquistas. E o ressentimento com que o diziam mostrava que havia algo mais em causa do que as questões quentes da atualidade (a crise económica e financeira estava no seu auge e a explosão da bolha imobiliária teve um impacto considerável). Uma questão de gerações mais velhas, com os fantasmas da Guerra Civil espanhola ainda presente, pensei.