Morreu Rick Genest, o modelo conhecido como "Zombie Boy"

Manequim terá tirado a própria vida. Lady Gaga classificou a morte do canadiano de "devastadora"

Rick Genest, o manequim conhecido como "Zombie Boy", devido ao corpo coberto de tatuagens de ossos e órgãos, foi encontrado morto, aos 32 anos, na sua casa, em Montreal. A polícia suspeita que terá cometido suicídio, seis dias antes do seu 33º aniversário.

Genest começou a tatuar o corpo aos 16 anos e chegou a viver nas ruas do Canadá, até chamar a atenção de Lady Gaga, que o convidou para participar no videoclipe da música "Born this Way", em 2011. A participação trouxe reconhecimento mundial ao canadiano.

Lady Gaga manifestou pesar pela morte do "Zombie Boy", classificando a morte do modelo de "devastadora" e alertou para a importância da saúde mental.

"Temos que nos esforçar mais para mudar a cultura, trazer a saúde mental para o primeiro plano e acabar com o estigma de que não podemos falar sobre isso", escreveu a cantora na rede social Twitter. "Se está a sofrer, ligue para um amigo ou família ainda hoje. Devemos salvar-nos", acrescentou.

Rick Genest desfilou para o estilista francês Thierry Mugler, apareceu na Vogue Japan e foi o rosto da marca Rocawear, do rapper Jay-Z.

Recorde o vídeo oficial de "Born This Way":

Linha de ajuda para prevenção do suicídio SOS Voz Amiga: 213 544 545 - 912 802 669 - 963 524 660 / Diariamente das 16h às 24h
Linha Verde gratuita - 800 209 899 / Entre as 21.00 e as 24.00 horas.

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

"Corta!", dizem os Diáconos Remédios da vida

É muito irónico Plácido Domingo já não cantar a 6 de setembro na Ópera de São Francisco. Nove mulheres, todas adultas, todas livres, acusaram-no agora de assédios antigos, quando já elas eram todas maiores e livres. Não houve nenhuma acusação, nem judicial nem policial, só uma afirmação em tom de denúncia. O tenor lançou-lhes o seu maior charme, a voz, acrescida de ter acontecido quando ele era mais magro e ter menos cãs na barba - só isso, e que já é muito (e digo de longe, ouvido e visto da plateia) -, lançou, foi aceite por umas senhoras, recusado por outras, mas agora com todas a revelar ter havido em cada caso uma pressão por parte dele. O âmago do assunto é no fundo uma das constantes, a maior delas, daquilo que as óperas falam: o amor (em todas as suas vertentes).

Premium

Crónica de Televisão

Os índices dos níveis da cadência da normalidade

À medida que o primeiro dia da crise energética se aproximava, várias dúvidas assaltavam o espírito de todos os portugueses. Os canais de notícias continuariam a ter meios para fazer directos em estações de serviço semidesertas? Os circuitos de distribuição de vox pop seriam afectados? A língua portuguesa resistiria ao ataque concertado de dezenas de repórteres exaustos - a misturar metáforas, mutilar lugares-comuns ou a começar cada frase com a palavra "efectivamente"?